rapid 26 de novembro

Wednesday, 27 November 2019 14:22 Hélder
Print
There are no translations available.

alt

Comunicado de imprensa

Lisboa, 26 de novembro de 2019.

 

Centro de supercomputação do Minho pode começar a construir o seu computador de alto desempenho
No início deste ano, oito centros de supercomputação em oito países da UE, um dos quais em Portugal, foram selecionados como entidades de acolhimento para os primeiros supercomputadores da Empresa Comum Europeia para a Computação de Alto Desempenho (EuroHPC). Hoje, em Estrasburgo, os representantes destes centros reuniram para assinar as convenções de acolhimento que permitirão agora lançar o processo de adjudicação para a aquisição, instalação e manutenção dos novos supercomputadores. Espera-se que os supercomputadores fiquem operacionais durante o segundo semestre de 2020 para utilizadores europeus do meio académico, da indústria e do setor público. Entretanto, a cooperação europeia para a construção de supercomputadores de craveira mundial está a expandir-se com a adesão da Macedónia do Norte à iniciativa como 30.º país participante.
(Desenvolvimento em mex_19_6354 e neste sítio Web)

UE mobiliza apoio de emergência após tremores de terra na Albânia
Na sequência do sismo de magnitude 6,3 e das três réplicas que atingiram a Albânia em 25 de novembro, o Mecanismo de Proteção Civil da UE foi ativado a pedido das autoridades albanesas. A União Europeia já ajudou a mobilizar três equipas de busca e salvamento, que se deslocarão à Albânia para assistir as autoridades albanesas nas suas operações de resgate. O sistema Copernicus foi ativado para a produção de imagens de satélite das zonas afetadas e o Centro de Coordenação de Resposta de Emergência da União Europeia está em contacto com as autoridades albanesas e continua a acompanhar a situação.
(Desenvolvimento em mex_19_6354)

Grécia regressa à lista de países com «riscos negociáveis» para o seguro de crédito à exportação a curto prazo
Após a conclusão com êxito do seu programa de apoio à estabilidade no âmbito do Mecanismo Europeu de Estabilidade, em agosto de 2018, da sua plena integração no Semestre Europeu e da prossecução das reformas acordadas no âmbito do quadro reforçado de supervisão, a Comissão Europeia decidiu voltar a inserir a Grécia na lista de países com «riscos negociáveis» para o seguro de crédito à exportação a curto prazo, a partir de 1 de janeiro de 2020.
(Desenvolvimento em mex_19_6354)