Entrada Destaque rapid 4 de fevereiro

rapid 4 de fevereiro

E-mail Print PDF
There are no translations available.

alt

Comunicado de imprensa

Lisboa, 4 de fevereiro de 2020.

Comissão Europeia e Fundo Europeu de Investimento lançam Fundo BlueInvest com 75 milhões de euros
A Comissão Europeia associou-se ao Fundo Europeu de Investimento, que faz parte do grupo do Banco Europeu de Investimento, para lançar hoje o Fundo BlueInvest. Durante a conferência BlueInvest em Bruxelas, a vice-presidente do BEI, Emma Navarro, e o comissário do Ambiente, Oceanos e Pescas, Virginijus Sinkevi?ius, lançaram um fundo de investimento de 75 milhões de euros para a economia azul. O Fundo BlueInvest será gerido pelo Fundo Europeu de Investimento e financiará fundos de investimento subjacentes que visem e apoiem estrategicamente a economia azul inovadora. Este setor pode desempenhar um papel importante na transição para uma economia neutra em termos de carbono até 2050, uma ambição anunciada no Pacto Ecológico Europeu. O novo programa é apoiado pelo Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos, o pilar financeiro do Plano de Investimento para a Europa.
(Desenvolvimento em mex_20_189 e neste sítio Web)

Programa Marie Sk?odowska-Curie: 386,5 milhões de euros apoiam 2 500 investigadores
A Comissão anunciou hoje a atribuição das bolsas individuais Marie Sk?odowska-Curie. 1 475 investigadores a nível de pós-doutoramento receberão um financiamento de 296,5 milhões de euros para apoiar a sua investigação sobre soluções para os desafios societais atuais e futuros, como as terapias do cancro, a gestão da energia e a otimização do consumo de água na agricultura. A Comissão anunciou também o apoio a 13 programas de doutoramento e 14 programas de investigação pós-doutoramento de uma qualidade excecional de 10 Estados-Membros e dois países associados. Estes programas receberão até 90 milhões de euros no total durante os próximos cinco anos, através do cofinanciamento de programas regionais, nacionais e internacionais. Estes programas de investigação, que envolvem mais de 1 000 excelentes investigadores, centrar-se-ão nos desafios mundiais, como as alterações climáticas, bem como na competitividade das diferentes regiões e Estados-Membros da UE, atraindo e mantendo investigadores talentosos.
(Desenvolvimento em mex_20_189)

Solidariedade da UE em ação: Fundo de Solidariedade prestou apoio vital após 11 catástrofes naturais em 2017-2018
A Comissão Europeia publicou o Relatório sobre as atividades do Fundo de Solidariedade da UE em 2017 e 2018. Este relatório sublinha o elevado valor acrescentado do Fundo na prestação de apoio de emergência e de recuperação e na redução dos encargos financeiros para as autoridades nacionais e regionais. Em 2017 e 2018, a Comissão recebeu um total de 15 pedidos de mobilização do Fundo, 12 dos quais foram aceites. O montante total do apoio financeiro concedido foi de 1 350 milhões de euros, incluindo a contribuição sem precedentes de 1 200 milhões de euros para o esforço de recuperação na sequência dos sismos ocorridos no Centro de Itália em 2017. Elisa Ferreira, comissário da Coesão e Reformas, afirmou: «O Fundo de Solidariedade da UE é uma das manifestações mais concretas da solidariedade da UE. Proporciona apoio financeiro de longo prazo aos Estados-Membros afetados por catástrofes naturais e presta assistência aos cidadãos e às regiões que sofrem as consequências. Recorda também a importância de investir na prevenção e na atenuação das alterações climáticas, de acordo com as prioridades do Pacto Ecológico Europeu.»
(Desenvolvimento em mex_20_189)

Últimos dados sobre comércio agroalimentar revelam aumento das exportações da UE
O último relatório mensal sobre comércio agroalimentar publicado hoje mostra que o valor mensal das exportações agroalimentares da UE em novembro de 2019 (13,43 mil milhões de euros) se situava 7,3 % acima do valor relativo a novembro de 2018. Ao mesmo tempo, as importações agroalimentares mensais diminuíram ligeiramente para 9,78 mil milhões de euros, o que é inferior em 5,7 % ao nível de novembro de 2018. Consequentemente, o excedente mensal do comércio agroalimentar atingiu 3,65 mil milhões de euros. Os maiores aumentos dos valores das exportações mensais foram registados para a China, a Turquia e o Egito. Em termos de produtos, o aumento deveu-se principalmente à carne de suíno, ao trigo e às miudezas. O relatório mensal apresenta igualmente uma panorâmica do comércio agroalimentar nos últimos 12 meses, cobrindo a balança comercial, o seu desenvolvimento por categoria de produtos e os principais parceiros comerciais da UE.
(Desenvolvimento em mex_20_189)

Consumo de energia primária e final em 2018: ainda a 5 % e 3 % dos objetivos para 2020
Em 2018, o consumo de energia na União Europeia com 27 Estados-Membros (UE-27) permaneceu estável. O consumo de energia primária atingiu 1 376 milhões de toneladas de equivalente de petróleo (Mtep), menos 0,71 % do que no ano anterior, enquanto o consumo de energia final atingiu 990 Mtep, mais 0,02 % do que em 2017. A UE-27 tem um objetivo de eficiência energética de reduzir o consumo de energia em 20 % até 2020: o consumo de energia primária não deve exceder 1 312 Mtep e o consumo de energia final 959 Mtep em 2020. Para 2030, visa-se um consumo de energia primária não superior a 1 128 Mtep e de energia final não superior a 846 Mtep. O consumo de energia primária mede a procura interna total de energia, enquanto o consumo de energia final se refere ao que os utilizadores finais consomem efetivamente. A diferença prende-se principalmente com o que o próprio setor da energia necessita e com as perdas na transformação e distribuição. Em 2018, o consumo de energia primária na UE-27 foi 4,9 % acima do objetivo para 2020 e 22,0 % acima do objetivo para 2030. Portugal registou, entre 2017 e 2018, um decréscimo do consumo de energia primária (- 0,88 %) e um aumento do consumo final de energia (+ 1,8 %).
(Desenvolvimento neste sítio Web)

Preços da produção industrial em dezembro de 2019 estáveis tanto na área do euro como na UE-27 e mais baixos em Portugal
Em dezembro de 2019, em comparação com novembro de 2019, os preços da produção industrial permaneceram estáveis tanto na área do euro como na União Europeia com 27 Estados-Membros (UE-27), segundo as estimativas do Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia. Em novembro de 2019, os preços aumentaram 0,1 % na área do euro e 0,2 % na UE-27. Portugal registou o segundo maior descréscimo da UE-27 (a seguir à Estónia) com uma redução de 1,0 % em dezembro de 2019, após uma redução de 0,8 % no mês anterior. Em dezembro de 2019, em comparação com dezembro de 2018, os preços da produção industrial diminuíram 0,7 % na área do euro, 0,4 % na UE-27 e 2,6 % em Portugal. Os preços médios da produção industrial no ano 2019, em comparação com 2018, aumentaram 0,7 % na área do euro e 0,9 % na UE-27.
(Desenvolvimento neste sítio Web)

Aviso à imprensa: inscrições na Conferência Internacional de Doadores para a Albânia, 17 de fevereiro
A União Europeia vai organizar uma conferência internacional de doadores para a Albânia em 17 de fevereiro de 2020, em Bruxelas, para apoiar os esforços de reconstrução da Albânia após o sismo que atingiu o país no final de novembro. A UE, os seus Estados-Membros, os parceiros dos Balcãs Ocidentais, os representantes dos países vizinhos da UE e de outros países, os parceiros estratégicos da UE e outros parceiros interessados, as organizações internacionais e as instituições financeiras, incluindo a ONU e o Banco Mundial, bem como a sociedade civil, têm o dever de participar. Todos os jornalistas, incluindo os titulares de um cartão de acreditação da Comissão Europeia, que desejem participar na conferência devem inscrever-se aqui antes de 10 de fevereiro às 16:00 horas (CET).
(Desenvolvimento em mex_20_189 e neste sítio Web; aviso à imprensa)