Entrada Destaque CDE: Rapid 4 de outubro

CDE: Rapid 4 de outubro

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

Comunicado de imprensa

Lisboa, 4 de outubro de 2018.

Tribunal de Contas Europeu aprova as contas da UE pela 11.ª vez consecutiva
O Tribunal de Contas Europeu aprovou as contas anuais da UE pelo 11.º ano consecutivo, considerando-as verdadeiras e apropriadas. O objetivo da Comissão, enquanto gestora do orçamento da UE, é assegurar que, no encerramento dos programas e após todos os controlos terem sido efetuados, o nível de erro se mantenha abaixo de 2 % — o nível considerado significativo pelo Tribunal. Este objetivo foi atingido em 2017, dado a taxa de erro ter atingido o seu nível mais baixo de sempre. A Comissão estima que, após as correções e recuperações, o nível residual de erro das despesas de 2017 será inferior a 1 %.
(Desenvolvimento em IP-18-5984)

Corpo Europeu de Solidariedade: grande número de projetos pode arrancar oficialmente
Foi publicado hoje no Jornal Oficial da União Europeia o Regulamento que atribui ao Corpo Europeu de Solidariedade uma base jurídica e um orçamento próprio. Isto significa que, a partir de amanhã, 5 de outubro, o Regulamento entra em vigor, tornando possível o arranque de um grande número de projetos. O Corpo Europeu de Solidariedade permite aos jovens contribuir para ações que ajudam pessoas e comunidades em necessidade, alargando as suas próprias aptidões e competências.
(Mais informações neste sítio Web)

Comissão Europeia congratula-se com votação do Parlamento sobre o confisco de ativos além-fronteiras
O Parlamento Europeu adotou hoje o Regulamento da UE relativo ao congelamento e confisco de bens transfronteiras. A Comissão apresentou esta proposta no âmbito do Plano de Ação para reforçar a luta contra o financiamento do terrorismo. Este ato jurídico contribui para a conclusão da União da Segurança, assegurando que os criminosos sejam privados dos seus bens. O novo regulamento fixará um prazo de 48 horas para reconhecer e executar as decisões de congelamento e alargar o âmbito das atuais regras em matéria de reconhecimento transfronteiriço: os criminosos podem ser privados de bens de origem criminosa, mesmo quando os bens pertencem aos seus familiares. Na sequência desta votação, prevê-se que o Regulamento seja definitivamente aprovado pelo Conselho no início de novembro, entrando em vigor algumas semanas mais tarde.

UE reforça auxílio humanitário ao Afeganistão para fazer face ao agravamento da pior seca da última década
A Comissão Europeia afetou um montante adicional de 20 milhões de euros em ajuda de emergência ao Afeganistão, dado o agravamento da situação humanitária desde o início de 2018, devido, em parte, a uma grave seca que afetou grandes partes do país. Este montante eleva o total da ajuda humanitária da UE a favor do Afeganistão para 47 milhões de euros em 2018. O auxílio humanitário hoje anunciado pela UE irá apoiar as comunidades afetadas pela seca, vítimas civis da guerra e populações deslocadas. Graças a este financiamento, as organizações humanitárias irão dar resposta às necessidades mais prementes no terreno, desde os abrigos de emergência, a ajuda alimentar, água, saneamento, proteção e cuidados de saúde. Parte da assistência será canalizada através do Mecanismo de Resposta de Emergência financiado pela UE, que assegura a ajuda de emergência às comunidades vulneráveis deslocadas.
(Desenvolvimento em IP-18-5963)

Taxa de poupança das famílias quase estável nos 12,1 % na área do euro
A taxa de poupança das famílias na área do euro foi, no segundo trimestre de 2018, de 12,1 % em comparação com a taxa de 12 % registada no primeiro trimestre. A taxa de investimento das famílias na área do euro foi, no primeiro trimestre deste ano, de 9 %, valor igual ao registado no primeiro trimestre de 2018. Estes dados, em valores corrigidos de sazonalidade, são obtidos das contas trimestrais europeias por setor e publicados pelo Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia e pelo Banco Central Europeu.
(Desenvolvimento em STAT-18-6022)

Taxa de investimento das empresas estável em 23 % na área do euro
No segundo trimestre de 2018, a taxa de investimento das empresas foi de 23 % na área do euro, estável em comparação com o trimestre anterior. A margem de lucro das empresas na área do euro foi de 40,6 % naquele trimestre, em comparação com uma margem de 41 % no primeiro trimestre deste ano. Estes dados, em valores corrigidos de sazonalidade, são obtidos das contas trimestrais europeias por setor e publicados pelo Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia e pelo Banco Central Europeu.
(Desenvolvimento em STAT-18-6021)