Entrada

Unidade de Biblioteca

Biblioteca: Mestrados / Library: Master's Degree

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

 

alt

TÍTULO: Development of a methodology based on QuEChERS-dSPE/UHPLC-PDA to quantify pesticide residues in potatoes [Recurso eletrónico] / Débora Carina Freitas Reis
 

COTA: T/MCD-R 577 REI Dev

 

alt

TÍTULO: Remoção de amianto friável e não friável na Região Autónoma da Madeira [Recurso eletrónico] / Filipe Miguel Andrade Fernandes


COTA: T/MCD-R 624 FER Rem

 

alt

TÍTULO: Desenvolvimento do sistema de informação de suporte à gestão da Factory [Recurso eletrónico] : centro de desenvolvimento SAP / José Filipe Trindade Silva


COTA: T/MCD-R 004 SIL Des

 

rapid 22 de julho

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

Comunicado de imprensa

Lisboa, 22 de julho de 2019.

União Europeia ativa satélite Copernicus para providenciar imagens e mapas das áreas afetadas pelos fogos em Portugal
O comissário europeu responsável pela Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides está a acompanhar os fogos florestais em Portugal e já entrou em contacto com as autoridades portuguesas, nomeadamente com o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, para reafirmar a prontidão por parte da UE caso os portugueses necessitem de assistência. O comissário teve a oportunidade de declarar: «Os nossos pensamentos estão com todos os que foram afetados e com aqueles que estão no terreno a trabalhar em situações extremamente difíceis. A pedido de Portugal, a União Europeia ativou o satélite Copernicus para providenciar imagens e mapas satélite das áreas afetadas.» Na conferência de imprensa hoje realizada, a Comissão Europeia declarou que existe ainda uma rede de segurança adicional constituída pelo mecanismo RescEU, que poderá ser ativado se uma autoridade nacional pedir auxílio, para além do apoio do satélite Copernicus já solicitado pelas autoridades portuguesas.
Mais informações: Raquel Patrício Gomes, tel. 933 323 636, ou Rita Fortunato Baptista, tel. 966 822 590)

Comissão Europeia mobiliza pacote de ajuda humanitária de 10,5 milhões de euros a favor de vários países asiáticos
A fim de ajudar as comunidades mais afetadas por catástrofes naturais e crises humanitárias na Ásia do Sul e do Sudeste, a Comissão mobilizou um novo pacote de financiamento humanitário no valor de 10,5 milhões de euros. Esse montante inclui 1,5 milhões de euros de ajuda de emergência às vítimas das monções em curso na Índia e no Bangladeche. Os restantes fundos serão disponibilizados ao Nepal e às Filipinas, bem como a iniciativas de redução dos riscos de catástrofes na região.
(Desenvolvimento em IP-19-4451)

Cooperação UE-EUA em matéria de luta contra o financiamento do terrorismo continua a produzir resultados
A cooperação entre a UE e os EUA em matéria de deteção do financiamento do terrorismo continuou a produzir resultados positivos, com mais de 70 000 pistas geradas entre 2016 e 2018, algumas das quais foram fundamentais para levar por diante investigações relacionadas com ataques terroristas na UE, incluindo os de Estocolmo, Barcelona e Turku. De acordo com o relatório conjunto publicado, a Comissão manifesta a sua satisfação com a cooperação UE-EUA no âmbito do Programa de Deteção do Financiamento do Terrorismo (TFTP), continuando a aplicar-se as salvaguardas e controlos essenciais, como a proteção de dados.
(Desenvolvimento em MEX-19-4490)

Comissão Europeia emite orientações para proteger melhor os consumidores no âmbito da luta contra as cláusulas contratuais abusivas
A Comissão Europeia adotou uma nota de orientação sobre cláusulas contratuais abusivas. Estas orientações devem assegurar que as associações de consumidores e os profissionais da justiça, incluindo os juízes, estarão mais bem equipados para proteger os consumidores da UE contra cláusulas contratuais abusivas.
(Desenvolvimento em MEX-19-4490)

Exportações da UE de produtos agroalimentares continuam a crescer a um ritmo sem precedentes
A Comissão Europeia publicou o relatório mensal do comércio agroalimentar que confirma o forte aumento das exportações que começou no início deste ano. De acordo com os dados mensais mais recentes disponíveis (maio de 2019), as exportações agroalimentares estão agora 13 % acima do nível de maio de 2018. Entre as exportações onde se verificaram os maiores aumentos contam-se a carne de porco, as bebidas espirituosas e licores, os vinhos e vermutes e os alimentos para bebés.
(Desenvolvimento em MEX-19-4490)

Actualizado Segunda-feira, 22 Julho 2019 14:07
 

Biblioteca: Livros / Library: Books

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

TÍTULO: Miller & Freund's probability and statistics for engineers


COTA: 519.2 JOH Mil

alt

TÍTULO: Food processing technology : principles and practice


COTA: 641 FEL Foo

 

alt

TÍTULO: Regime dos empreendimentos turísticos


COTA: 379.85 MON Reg

 

alt

TÍTULO: Economia e política do turismo


COTA: 379.85 CUN Eco

 

 

rapid 19 de julho

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

Comunicado de imprensa

Lisboa, 19 de julho de 2019.

Teresa Abecasis, Bruna Soares e estudantes da Universidade Lusófona do Porto são as vencedoras da terceira edição do Prémio de Jornalismo Fernando de Sousa
Os vencedores da terceira edição do Prémio de Jornalismo Fernando de Sousa, organizado pela Representação da Comissão Europeia em Portugal, receberam os prémios pela mão do Comissário europeu Carlos Moedas, na cerimónia que decorreu a 19 de julho no NewsMuseum em Sintra. As jornalistas Teresa Abecasis, com a reportagem no Público «Polónia: a liberdade de expressão está a passar à clandestinidade?», e Bruna Soares com a reportagem no Diário do Alentejo «Buinho: Messejana tem uma residência criativa onde existe o único fablab do Baixo Alentejo», venceram nas categorias Nacional e Regional, respetivamente. As vencedoras da categoria Estudante foram as três estudantes da Universidade Lusófona do Porto com o trabalho académico em formato podcast «Erasmus na Ponta da Língua». O júri recomendou ainda a atribuição de uma Menção Honrosa à equipa da TVI composta por André Carvalho Ramos, Romeu Carvalho e João Pedro Ferreira pela reportagem «Indesejados: um ano depois». Este prémio, promovido pela Representação da Comissão Europeia em Portugal, homenageia o jornalista Fernando de Sousa, um dos grandes jornalistas portugueses perito em assuntos europeus, e reconhece trabalhos informativos de excelência sobre assuntos europeus.
(Mais informações neste sítio Web)

Novas regras facilitam o acesso das empresas aos mercados de capitais
As empresas da UE que têm de obter fundos nos mercados de capitais terão mais facilidade em crescer e investir graças a novas regras que entram em vigor no domingo e que representam um passo em frente para a União dos Mercados de Capitais. As novas regras da UE em matéria de prospetos isentam diferentes tipos de emitentes, como as PME e os emitentes de instrumentos não representativos de capitais próprios, do encargo de produzir prospetos morosos e dispendiosos, assegurando, ao mesmo tempo, que os investidores dispõem de todas as informações de que necessitam.
(Desenvolvimento em MEX-19-4412)

5,6 mil milhões de euros de um total de 6 mil milhões já foram atribuídos ao Mecanismo da UE em Favor dos Refugiados na Turquia
A Comissão Europeia adotou um novo conjunto de medidas de assistência no valor de 1,41 mil milhões de euros, assegurando a continuidade do apoio da União Europeia aos refugiados e às comunidades de acolhimento na Turquia. Os programas centrar-se-ão nos domínios da saúde, da proteção, do apoio socioeconómico e das infraestruturas municipais. As novas medidas fazem parte da segunda parcela do Mecanismo em Favor dos Refugiados na Turquia, elevando o montante total já atribuído desde 2016 a 5,6 mil milhões de euros de um total de 6 mil milhões, prevendo-se que o saldo remanescente seja atribuído ao longo do verão.
(Desenvolvimento em IP-19-4389)

União Europeia apresenta os seus progressos na via do desenvolvimento sustentável
No Fórum Político de Alto Nível das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, em Nova Iorque, a UE reafirmou o seu firme empenhamento na implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável — um roteiro comum à escala do planeta para um mundo pacífico e próspero, cujo lema é o bem-estar humano num planeta saudável. Durante um evento específico, a União Europeia e a Presidência finlandesa avaliaram os progressos realizados na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 na Europa e através da cooperação internacional da UE.
(Desenvolvimento em MEX-19-4412 e em IP-19-4250)

Comissão Europeia lança a edição deste ano do «Prémio de Sensibilização Altiero Spinelli»
A Comissão Europeia lançou a edição de 2019 de um concurso à escala da UE para o «Prémio de Sensibilização Altiero Spinelli». Este prémio é atribuído a trabalhos que melhoram o conhecimento dos cidadãos sobre a União Europeia. A edição deste ano centra-se nos jovens e nas atividades que reforçam a sua participação cívica e a sua resistência à desinformação.
(Desenvolvimento em MEX-19-4412 e mais informações neste sítio Web)

Estados-Membros da UE terminam avaliações de risco nacionais sobre segurança das redes 5G
Na sequência da Recomendação da Comissão relativa a uma abordagem comum da UE para a segurança das redes 5G, 24 Estados-Membros da UE concluíram o primeiro passo e apresentaram avaliações de risco nacionais. Estas avaliações serão integradas na fase seguinte, uma avaliação de risco à escala da UE que ficará concluída até 1 de outubro.
(Desenvolvimento em STATEMENT-19-4266 e em IP-19-1832)

Comissão Europeia congratula-se com o entendimento comum do G7 sobre os desafios da economia digital para a análise da concorrência
A Comissão Europeia congratula-se com o entendimento comum alcançado pelas autoridades da concorrência dos países do G7 relativamente aos desafios colocados pela economia digital para a análise da concorrência. O documento foi apresentado na reunião dos Ministros das Finanças do G7 realizada em 17 e 18 de julho em Chantilly, França.
(Desenvolvimento em MEX-19-4412)

Dívida pública aumenta para 85,9 % do PIB na área do euro, para 80,7 % do PIB na UE e para 123,0 % do PIB em Portugal – valores do primeiro trimestre de 2019 em comparação com o trimestre anterior
No final do primeiro trimestre de 2019, o rácio dívida pública/PIB na área do euro era de 85,9 %, contra 85,1 % no final do quarto trimestre de 2018. Na UE, o rácio aumentou de 80,0 % para 80,7 %. Em Portugal, esse valor aumentou no mesmo período de 121,5 % para 123,0 %. No entanto, em comparação com o primeiro trimestre de 2018, o rácio dívida pública/PIB diminuiu tanto na área do euro (de 87,1 % para 85,9 %) como na UE (de 81,6 % para 80,7 %) como em Portugal (de 125,4 % para 123,0 %). Estes dados são publicados pelo Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia.
(Desenvolvimento em STAT-19-4409)

No primeiro trimestre de 2019, o défice das administrações públicas ajustado sazonalmente diminuiu para 0,5 % do PIB na área do euro e para 0,6 % do PIB na UE; Portugal registou excedente de 0,4 %
No primeiro trimestre de 2019, o rácio entre o défice das administrações públicas e o PIB ajustado sazonalmente foi de 0,5 % na área do euro, o que representa uma diminuição em comparação com 1,1 % no quarto trimestre de 2018. Na UE, o rácio défice/PIB foi de 0,6 %, o que representa uma diminuição em comparação com 1,0 % no trimestre anterior. Em Portugal, verificou-se um excedente orçamental de 0,4 %, enquanto no trimestre anterior o défice foi de 1,2 %. Estes dados são publicados pelo Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia.
(Desenvolvimento em STAT-19-4410)

 

rapid 18 de julho

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

Comunicado de imprensa

Lisboa, 18 de julho de 2019.

Comissão Europeia investe 4 milhões de euros para apoiar a liberdade de imprensa e o jornalismo de investigação
A Comissão Europeia lança um convite à apresentação de propostas no valor de 4,2 milhões de euros para apoiar a liberdade de imprensa e o jornalismo de investigação na Europa. Este financiamento faz parte do compromisso da UE de promover e fomentar a liberdade e o pluralismo dos meios de comunicação social. O apoio financeiro será concedido para três ações. A primeira iniciativa estabelecerá um mecanismo de resposta à escala europeia para atenuar as violações e a deterioração da liberdade de imprensa nos Estados-Membros (1,4 milhões de euros). A segunda iniciativa criará um fundo de apoio ao jornalismo de investigação transfronteiras na UE (1,5 milhões de euros). A terceira permite às partes interessadas (jornalistas, ONG, etc.) propor projetos que apoiem o jornalismo independente e a cooperação jornalística nos Estados-Membros ou que realcem a importância da liberdade de imprensa, da qualidade e do jornalismo ético na UE (1,3 milhões de euros). O convite à apresentação de propostas está aberto até 27 de setembro de 2019.
(Desenvolvimento em MEX-19-4370)

Comissão adota medidas para reforçar o Estado de direito mediante maior sensibilização, ciclo anual de acompanhamento e execução mais eficaz
Com base na experiência adquirida desde 2014 e em amplas consultas realizadas desde abril deste ano, a Comissão decidiu adotar uma série de medidas destinadas a reforçar ainda mais o Estado de direito na UE. Nos últimos cinco anos, a Comissão Europeia teve de enfrentar uma série de desafios ao Estado de direito na União Europeia. O projeto europeu assenta no respeito constante do Estado de direito. Trata-se de uma condição prévia para os cidadãos poderem usufruir dos direitos consignados no direito da UE e para a promoção da confiança mútua entre os Estados-Membros. Um inquérito do Eurobarómetro mostra que mais de 80 % dos cidadãos dão grande importância ao respeito do Estado de direito e consideram que este deve ser melhorado.
(Desenvolvimento em IP-19-4169 e em MEX-19-4370)

Como funciona o combate aos incêndios florestais na Europa?
Todos os anos a Europa é assolada por fogos florestais devastadores que provocam a destruição de milhares de hectares de florestas. Se bem que os países do Sul corram um risco mais elevado, nenhum país europeu está imune a este flagelo. Quando um país não consegue, só por si, fazer face a um incêndio florestal, o mecanismo de proteção civil da União Europeia pode ser ativado, mediante pedido, a fim de garantir uma resposta coordenada. O Centro de Coordenação de Resposta de Emergência (CCRE) é a plataforma de resposta a urgências da Comissão Europeia, que coordena a assistência a nível europeu após a ativação daquele mecanismo por parte de um país afetado. Em 2017 e 2018, foi ativado 23 vezes. Portugal foi um dos países que dele pôde beneficiar.
(Desenvolvimento em MEMO-15-5411)

Relatório do Centro Comum de Investigação sobre fatores determinantes da tomada de decisões políticas
O Centro Comum de Investigação da Comissão Europeia publicou um novo relatório baseado nos conhecimentos das ciências comportamentais, das ciências sociais e das ciências humanas que analisa questões políticas prementes, como a persistência da desinformação e a forma como as emoções, os valores e a identidade afetam a tomada de decisões políticas. O objetivo do relatório é compreender os processos comportamentais e sociais subjacentes à elaboração de políticas, com o objetivo de utilizar as conclusões para melhorar a tomada de decisões políticas por parte de decisores e de cidadãos.
(Desenvolvimento em MEX-19-4370 e neste sítio Web)

União Europeia reforça apoio à segurança na Jordânia e às atividades económicas na região
A União Europeia lançou um novo programa de 6 milhões de euros para melhorar as capacidades de gestão das fronteiras e da aplicação da lei na Jordânia e apoiar as atividades económicas e o comércio na região. O programa ajudará as autoridades jordanas que operam na fronteira com o Iraque (província de Mafraq) a reagir rapidamente a qualquer situação de emergência humanitária, bem como às ameaças à segurança.
(Desenvolvimento em MEX-19-4370)

Comissão aplica coima de 242 milhões de euros à empresa Qualcomm pela prática de preços predatórios
A Comissão Europeia multou a empresa norte-americana Qualcomm em 242 milhões de euros por abuso da sua posição dominante no mercado de circuitos integrados de banda de base 3G. A Qualcomm vendeu a um preço abaixo do custo, com o objetivo de forçar a sua concorrente Icera a sair do mercado, o que é ilegal nos termos das regras de concorrência da UE.
(Desenvolvimento em IP-19-4350)

Comissão autoriza a Vodafone a adquirir o negócio de televisão por cabo da Liberty Global na Chéquia, Alemanha, Hungria e Roménia, mediante determinadas condições
A Comissão Europeia aprovou, ao abrigo do Regulamento das Concentrações da UE, o projeto de aquisição pela Vodafone do negócio de televisão por cabo da empresa Liberty Global na Chéquia, Alemanha, Hungria e Roménia. A aprovação depende do cumprimento integral de um conjunto de compromissos assumidos pela Vodafone.
(Desenvolvimento em IP-19-4349)

 
Página 10 de 759