Entrada

Unidade de Documentação e Arquivo - UDA

Biblioteca: Revistas / Library: Journals

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

TÍTULO: JoLIE Journal of linguistic and intercultural education


COTA: PP 80 JoLIE

alt

TÍTULO: Comunicações


COTA: PP 00 Com

 

alt

TÍTULO: Extensão em foco


COTA: PP 37 Ext

 

alt

TÍTULO: Extensão em foco


COTA: PP 37 Ext

 

CDE: Rapid 30 de outubro

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF


COMUNICADO DE IMPRENSA

 

Lisboa, 30 de outubro de 2017

 

  • Presidente Juncker em Portugal em 30 e 31 de outubro

A convite do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente da Comissão Europeia, Jean?Claude Juncker, está em Portugal hoje e amanhã naquela que é a sua segunda visita oficial ao país enquanto Presidente da Comissão. Ainda hoje, em Lisboa, Jean-Claude Juncker encontra-se com o Primeiro?ministro, António Costa, numa reunião bilateral e é recebido pelo Presidente da República. De seguida, participa em seguida, a convite do Presidente da República, numa reunião do Conselho de Estado. Amanhã, 31 de outubro, o Presidente Juncker será distinguido com o diploma Honoris Causa pela Universidade de Coimbra, na presença do Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, do Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, do Primeiro-ministro, António Costa, e dos representantes do corpo diplomático dos Estados-Membros da UE. Após um almoço de trabalho com o Primeiro-ministro, o Presidente Jean-Claude Juncker e António Costa visitam os líderes da Associação Académica de Coimbra, que celebra os seus 130 anos, e participam num debate, ao qual se junta o Comissário europeu Carlos Moedas, com estudantes e empresários sobre «O Futuro da Europa: que Europa queremos?», no Teatro Académico Gil Vicente.

 

  • UE ajuda a mobilizar aviões de combate a incêndios e cartografia por satélite para lutar contra incêndios em Itália

A Comissão Europeia tem ajudado a mobilizar ajuda de emergência para Itália, através do Mecanismo de Proteção Civil da UE, na sequência de um pedido de ajuda no combate aos incêndios florestais naquele país. Em resposta imediata, a Croácia ofereceu 2 aviões Canadair especializados que tenham estado a operar nas zonas afetadas no norte da Itália desde ontem. O sistema de satélite Copernicus da UE foi igualmente ativado para prestar serviços de cartografia às autoridades de proteção civil locais. O Presidente Juncker, incumbiu o Comissário Christos Stylianides de apresentar, ainda este ano, propostas para reforçar o Mecanismo de Proteção Civil da UE, na sequência das diversas catástrofes naturais devastadoras em toda a Europa este ano.

 

  • UE e Egito rumo a uma parceria reforçada em matéria de cooperação

A UE adotou um quadro plurianual que define as prioridades de cooperação financeira e técnica com o Egito, para o período de 2017-2020, com especial destaque para os jovens e as mulheres. Johannes Hahn, Comissário para a Política Europeia de Vizinhança e Negociações de Alargamento, atualmente no Cairo, assinou com as autoridades egípcias um Memorando de Entendimento sobre o Quadro Único de Apoio da UE. O Comissário Hahn também assinou dois acordos de apoio financeiro nos setores da saúde, do ambiente e dos transportes, bem como um programa de 60 milhões de euros para apoiar o Egito a enfrentar os desafios colocados pelas migrações.

(Desenvolvimento em IP-17-4222)

 

Para mais informações sobre assuntos europeus:

http://ec.europa.eu/portugal

 

Actualizado Tera-feira, 31 Outubro 2017 15:00
 

CDE: Rapid 31 de outubro

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

COMUNICADO DE IMPRENSA

 

Lisboa, 31 de outubro de 2017

 

  • Entra em vigor o Acordo de Parceria e Cooperação entre a União Europeia e a Mongólia

Em 1 de novembro, entrará em vigor o Acordo de Parceria e Cooperação (APC) entre a União Europeia e os seus Estados-Membros, por um lado, e a Mongólia, por outro. Este Acordo, assinado em 30 de abril de 2013, substitui o Acordo de Cooperação Comercial e Económica entre a Comunidade Económica Europeia e a Mongólia de 1993. O Acordo de Parceria e Cooperação reforça as relações existentes entre a União Europeia e a Mongólia e assenta num empenhamento comum a favor da boa governação, dos direitos humanos e do desenvolvimento sustentável. Além disso, o Acordo alargará a cooperação num vasto leque de domínios, tais como o desenvolvimento sustentável, as matérias-primas, as alterações climáticas, a justiça e a segurança, os direitos humanos, a ciência e tecnologia, e a boa governação, e facilitará o comércio e o investimento. O Acordo de Parceria e de Cooperação associa a União Europeia e todos os seus Estados-Membros, o que abre perspetivas para criar sinergias entre as atividades da UE e as políticas dos diferentes Estados-Membros.

(Desenvolvimento em IP-17-4183)

 

  • Novo acordo UE-Cuba entra em vigor a 1 de novembro

Assinala-se amanhã, 1 de novembro de 2017, um novo capítulo nas relações entre a UE e Cuba com o início da aplicação provisória do primeiro acordo de sempre entre a União Europeia e Cuba – o Acordo de Diálogo Político e de Cooperação entre a UE e Cuba. Este Acordo compreende três capítulos principais: diálogo político, cooperação e diálogo político setorial, bem como cooperação em matéria de comércio. O Acordo promove o diálogo e a cooperação para fomentar o desenvolvimento sustentável, a democracia e os direitos humanos, bem como a procura de soluções partilhadas para desafios globais através de uma ação conjunta nos palcos internacionais. As áreas de interesse comum incluem, por exemplo, energias renováveis, desenvolvimento rural, ambiente, direitos humanos, boa governação, segurança e criação de emprego. As atividades serão desenvolvidas com todos os atores em Cuba, incluindo o setor público, autoridades locais, toda a sociedade civil, setor privado e organizações internacionais e respetivas agências.

(Desenvolvimento em IP-17-4301)

 

  • Relatório confirma a eficácia do Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização

A Comissão Europeia publicou hoje o seu relatório sobre o desempenho do Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização (FEG) em 2015 e 2016. O relatório reafirma o papel do Fundo enquanto iniciativa emblemática de solidariedade europeia dentro dos limites do seu estabelecimento e disponibilidades orçamentais, tendo ajudado quase 19 500 trabalhadores a adaptarem-se às mudanças nos padrões do comércio internacional e às consequências da crise económica e financeira nesse período.

(Desenvolvimento em IP-17-4244)

 

  • Comissão adota proposta alterada sobre regras aplicáveis a contratos digitais

A Comissão Europeia adotou hoje uma proposta alterada no sentido de alargar o âmbito de aplicação da proposta de Diretiva sobre certos aspetos relativos aos contratos de vendas em linha de bens e outras vendas à distância de bens, por forma a abranger a venda não digital de bens. A proposta inicial foi apresentada em 2015 juntamente com a proposta relativa ao fornecimento de conteúdo digital, como parte do compromisso da Comissão de apresentara resultados relativamente à sua Estratégia para o Mercado Único Digital. O seu objetivo é eliminar as barreiras derivadas de diferenças na lei dos contratos que dificultam o comércio em linha transfronteiriço. As alterações à proposta respondem a apelos para alinhar as regras aplicáveis às vendas em linha e não digitais de forma mais próxima e evitar a fragmentação. A proposta alterada será agora transmitida ao parlamento Europeu e ao Conselho para dar continuidade ao processo legislativo. A nova proposta está disponível neste sítio Web.

 

  • Desemprego atinge 8,9 % na área do euro, 7,5 % na UE e 8,6 % em Portugal

Em setembro deste ano e em valores corrigidos de sazonalidade, a taxa de desemprego foi de 8,9 % na área do euro, 7,5 % na UE e 8,6 % em Portugal. No mês anterior, esta taxa tinha sido de 9,0 % na área do euro, 7,5 % na UE e de 8,8 % em Portugal. Em termos homólogos, ou seja em comparação com o mês de setembro de 2016, a taxa de desemprego na área do euro foi de 9,9 %, na UE de 8,4 % e em Portugal de 10,9 %. Estes números são publicados hoje pelo Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia.

(Desenvolvimento em STAT-17-4323)

 

  • Inflação anual desce para 1,4 % na área do euro

Prevê-se que a inflação anual na área do euro seja, em outubro de 2017, de 1,4 % na área do euro, uma diminuição do valor de 1,5 % registado no mês anterior, segundo uma estimativa rápida do Eurostat. Analisando os principais componentes da inflação na área do euro, espera-se que a energia registe a taxa anual mais elevada em outubro (3,0 % em comparação com 3,9 % em setembro), seguida pelos produtos alimentares, álcool e tabaco (2,4 %, comparado com 1,9 % em setembro), os serviços (1,2 % em comparação com 1,5 % em setembro) e os produtos industriais não energéticos (0,4 %, em comparação com 0,5 % em setembro). Estes são valores do Eurostat para o mês de outubro de 2017.

(Desenvolvimento em STAT-17-4321)

 

  • PIB aumenta 0,6 % na área do euro e na UE

O Produto Interno Bruto (PIB) aumentou, em valores corrigidos de sazonalidade, 0,6 % na área do euro e na UE durante o terceiro trimestre deste ano, em comparação com o trimestre anterior, segundo uma estimativa preliminar publicada pelo Eurostat, o Serviço de Estatística da União Europeia. No segundo trimestre de 2017, o PIB aumentou 0,7 % em ambas as zonas. Em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, o PIB em valores corrigidos de sazonalidade registou, no terceiro trimestre de 2017, um aumento de 2,5 % na área do euro e na UE.

Desenvolvimento em STAT-17-4322

 

Para mais informações sobre assuntos europeus:

http://ec.europa.eu/portugal

 

Livros / Books: Novidades / News

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

TÍTULO: SNC - Sistema de Normalização Contabilística para as administrações públicas


COTA: 657 POR SNC

alt

TÍTULO: Empreendedorismo e inovação


COTA: 65.012.3 SAR Emp

 

alt

TÍTULO: Macroeconomics in context : a european perspective


COTA: 330.101.541 Mac

 

alt

TÍTULO: Strategy safari : the complete guide through the wilds of strategic management


COTA: 65.012.3 MIN Str

 

CDE: Rapid 26 de outubro

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

alt

COMUNICADO DE IMPRENSA

 

Lisboa, 26 de outubro de 2017

 

  • UE chega a acordo sobre primeiras medidas essenciais para reforma do setor bancário

O Parlamento Europeu, o Conselho e a Comissão Europeia chegaram a acordo sobre os elementos da revisão da Diretiva Recuperação e Resolução Bancárias (DRRB) e do Regulamento e da Diretiva Requisitos de Fundos Próprios (RRFP e DRFP) proposta em novembro de 2016, um importante elemento do trabalho em curso da Comissão para reduzir os riscos do setor bancário em sintonia com os esforços para concluir a União Bancária, tal como estabelecido na Comunicação da Comissão de 11 de outubro de 2017. O acordo sobre a Diretiva Recuperação e Resolução Bancárias, cria uma nova categoria de dívida não garantida na posição dos credores em caso de insolvência bancária. O referido regulamento estabelece uma abordagem harmonizada a nível da UE sobre a ordem de prioridade dos detentores de obrigações bancárias em caso de insolvência e resolução. O acordo sobre o RRFP/DRFP aplica a nova Norma Internacional de Relato Financeiro (IFRS 9).

(Desenvolvimento em IP-17-4182)

 

  • Presidente Juncker visita Centro Espacial na Guiana

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, visitam amanhã o Centro Espacial da Guiana, em Kourou. Esta visita ao «porto espacial» da Europa, uma infraestrutura única para a Europa, que assegura um acesso autónomo ao espaço, tem lugar um ano após a apresentação da Estratégia Espacial para a Europa e enquadra-se na promoção de uma política industrial ambiciosa ao serviço dos interesses estratégicos da União Europeia. O compromisso da Comissão caracteriza-se pelo desenvolvimento de projetos espaciais de grande envergadura como os programas de observação da Terra Copernicus e de navegação por satélite Galileo e EGNOS, equivalente a um investimento de 12 mil milhões de euros para o período 2014-2020. A visita do Presidente Juncker à Guiana pode ser acompanhada no sítio Web da EbS.

(Este vídeo e esta nota informativa dão conta dos produtos e serviços fornecidos pelos programas espaciais da UE)

 

  • Evolução dos medicamentos pediátricos na UE

A Comissão Europeia apresenta hoje um relatório ao Parlamento Europeu e ao Conselho sobre os progressos realizados em matéria de medicamentos pediátricos desde que o Regulamento Pediátrico entrou em vigor há 10 anos. O documento conclui que os avanços positivos no desenvolvimento de medicamentos pediátricos não poderiam ter sido alcançados sem a legislação específica da UE — por exemplo, a autorização dos 260 novos medicamentos. O Regulamento Pediátrico confere igualmente um bom retorno do investimento. O relatório reconhece, todavia, que é necessário envidar mais esforços para combinar os efeitos do Regulamento Pediátrico com o Regulamento dos Medicamentos Órfãos, a fim de dar resposta às deficiências no tratamento de doenças raras em crianças.

(Desenvolvimento em IP-17-4121 e em MEMO-17-4181)

 

Para mais informações sobre assuntos europeus:

http://ec.europa.eu/portugal

 
Página 9 de 579